top of page
Banner_Blog MP.png

Blog

Pandemia de Covid-19 inverteu perspectiva otimista prevista para os escritórios de SP em 2020

Apesar de desaceleração nas entregas de novo estoque, volume de devoluções foi superior ao de novas locações. No entanto, dentro dos CDBs, regiões prime e ativos prime sofreram menos devoluções de escritórios


A expectativa de vacinação, a vitória do governo Biden A expectativa de vacinação, a vitória do governo Biden nos EUA, gerando a perspectiva de um mundo menos polarizado, o arrefecimento da doença no Brasil e com um carrego da forte expansão fiscal em 2020, deixaram o quarto trimestre de 2020 com um olhar mais esperançoso para a economia doméstica. Com mais esperançoso para a economia doméstica. Com isso, o PIB do Brasil ainda teve forças de mostrar isso, o PIB do Brasil ainda teve forças de mostrar isso, o PIB do Brasil ainda teve forças de mostrar isso, o PIB do Brasil ainda teve forças de mostrar isso, o PIB do Brasil ainda teve forças de crescimento no 4T20 ante trimestre anterior (+3,2% T/T) e encerrou o ano com uma retração menor que estimada no início da crise (estimada no início da crise ( -4,1% no ano). Contudo, 4,1% no ano). Contudo, 4,1% no ano). Contudo, os bons ventos do final de 2020 não foram suficientes para deixar o Brasil atrativo aos olhos dos investidores estrangeiros e mantivemos nossa posição pior em ritmo de investimento estrangeiro direto. .


Distribuição do estoque em São Paulo


Atualmente, 78% do estoque do mercado de alto padrão está nos CBDs - central business districts (regiões primárias), totalizando 3,172 milhões m². Os outros 22%, ou 879 mil m², estão distribuídos entre Alphaville (51%), Barra Funda (21%), Centro (5%), Jabaquara (12%), Jardins (3%), Marginal Tietê (5%) e Moema (2%).


CDBs

O estoque em CBDs corresponde, hoje, a 78,3% do mercado de escritórios de alto padrão

de São Paulo. CBDs, do inglês Central Business Districts, são as regiões primárias de escritórios, aquelas que são as mais demandadas pelas corporações.


Em 2020, nos CBDs, as novas locações totalizaram 178,2 mil m² e as devoluções somaram 234 mil m², resultando em uma absorção líquida de 55,8 mil m² negativos. Este valor representa o pior resultado desde 2016, quando a taxa de vacância estava 5,1 p.p. acima da taxa de 2020, mas o saldo das movimentações resultou em 118 mil m² positivos.


2020 foi um ano com bastante atividade no mercado de capitais. A busca por ativos rentáveis merece destaque, num cenário de gestoras de fundos imobiliários muito capitalizadas. As maiores transações do ano foram a aquisição de 42 mil m² da Torre B (edifício inteiro), da EZ Towers, por R$ 996,4 milhões e de 32,9 mil m² da Diamond Tower (torre inteira), do Morumbi Corporate, por R$ 810 milhões. Ambas as torres foram adquiridas

pelo BTG Pactual. Baixe o relatório completo:


Relatório mp office SP - 4T2020
.pdf
Fazer download de PDF • 1.39MB

25 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page